Plano de Saúde Empresarial

Plano de Saúde Empresarial

O Plano de Saúde Empresarial tem se tornado um fator cada vez mais importante e estratégico no mercado de trabalho, tanto para as empresas quanto para empregados.

Plano de Saúde Empresarial

No mundo corporativo, os bons profissionais disputam as melhores vagas, e as empresas procuram atrair os mais qualificados.

E, como cuidar da saúde custa caro, um bom Plano de Saúde Empresarial pode fazer toda a diferença, na hora de atrair os melhores e mantê-los sempre motivados e produtivos.

Além disso, a empresa tem direito a deduzir este valor investido de seu imposto de renda anual, aliviando assim sua carga tributária.

Plano de Saúde Empresarial: definição

Como o próprio nome diz, o Plano de Saúde Empresarial é um pacote de benefícios disponibilizado por uma corporação ao seu quadro de funcionários. Abrange serviços laboratoriais, exames e outros itens, de forma coletiva.

As operadoras têm uma variedade de planos, voltados tanto para as grandes corporações quanto para as pequenas e microempresas.

O Plano de Saúde Empresarial é voltado exclusivamente para pessoas jurídicas, e nunca são vendidos de forma individual, mas a partir de um número mínimo de três funcionários que farão a adesão.

Plano de Saúde Empresarial

E, embora não estabeleça nenhum limite máximo, o número de integrantes determina a quantidade e a variedade dos benefícios oferecidos.

No final, todos saem ganhando, porque a escala reduz o custo unitário por integrante. E empregados mais protegidos representam um ganho de produtividade para a empresa.

Não é à toa que, segundo Rogério Scarabel, diretor-geral da ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar):

“os planos empresariais representam atualmente quase 70% do mercado”.

Como funciona o Plano Empresarial

Para Empresa

Antes de contratar um Plano de Saúde Empresarial, o empregador deve fazer uma pesquisa no mercado de pacotes disponíveis.

Deve levar em conta o porte de sua empresa, quer dizer, o número de empregados interessados em aderir ao benefício.

Feita a escolha, a empresa assina um contrato, como pessoa jurídica, diretamente com a operadora do Plano de Saúde ou com a mediação de uma corretora autorizada a comerciar o pacote escolhido.

Empresas de grande porte costumam ter consultores exclusivos, que tratam diretamente com seu departamento de RH.

Já as médias, pequenas e microempresas terão que lidar com um corretor que atende a várias empresas. Mas isso não se traduz necessariamente em queda na qualidade do atendimento.

Fica a critério da empresa descontar ou não uma determinada cifra do salário do empregado, dentro de um limite de percentual.

Mas ela pode decidir arcar com todo o custo, e oferecer o Plano de Saúde como um salário indireto, para atrair e manter um bom quadro de profissionais.

Plano de Saúde Empresarial

Para o Funcionário

Ao contrário da empresa, o funcionário não pode interferir no processo de escolha do Plano de Saúde mais adequado.

Na verdade, o funcionário, seja antigo ou recém-contratado, pode apenas optar por participar ou não do benefício, pois nem todas as empresas fazem disso uma norma obrigatória (você vai entender isso mais adiante).

Ao optar por participar, o funcionário deve se informar com clareza sobre o percentual descontado e exigir a carteira de participante, para ele e seus dependentes.

Ela será o documento mais importante na hora de usufruir dos benefícios.

Também deve se informar se a empresa assume o compromisso de não suprimir seu plano de saúde durante o período de aviso prévio.

Tudo somado, o importante é que as duas partes, tanto a empresa quanto o funcionário, sintam-se confortáveis e satisfeitas com o contrato estabelecido, em prol do bom rendimento do trabalho.

Vantagens do Plano Empresarial

Para a empresa

Nunca é demais ressaltar: um bom Plano de Saúde Empresarial oferece ao empregador uma série de vantagens financeiras e estratégicas.

Em termos financeiros, permite a dedução das despesas no seu imposto de renda, o que pode fazer a diferença no balanço anual da empresa.

No plano estratégico, torna a empresa mais atrativa na hora de contratar e manter os melhores profissionais disponíveis no mercado.

Para o funcionário

Um bom Plano de Saúde Empresarial também garante ao funcionário uma série de vantagens, tanto econômicas quanto emocionais.

Dependendo do porte da empresa, ele tem a oportunidade de incluir o maior número de dependentes no seu Plano.

Segundo a ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), o Plano de Saúde Empresarial pode aceitar como dependentes:

  • O cônjuge ou companheiro (seja marido ou esposa, ou companheiro de união homoafetiva)
  • Parentes de primeiro grau: pais e filhos, enteados ou pessoas incluídas sob sua guarda judicial
  • Parentes de segundo e terceiro graus (respectivamente avós e netos, e bisavós e bisnetos)

Um saldo econômico e emocional positivo

A maioria dos empresários já se conscientizou da importância de cuidar da saúde dos seus colaboradores.

Nesse sentido, escolher um bom plano de saúde empresarial é um investimento imprescindível.

Para o funcionário, O Plano de Saúde Empresarial pode representar uma grande economia no fim do mês.

Basta ele comparar com os custos de um plano individual com a mesma abrangência para toda a família.

Esta economia em dinheiro se traduz em tranquilidade e paz de espírito, com ganhos em termos de produtividade no trabalho e harmonia familiar.

Mais algumas dicas

Um bom Plano de Saúde Empresarial é aquele que contribui para o sucesso da empresa e a tranquilidade do funcionário, traduzindo-se num ambiente produtivo e motivado, e ao mesmo tempo em bons resultados financeiros.

Mas, para que isso aconteça, as duas partes devem ser atendidas adequadamente.

Cabe ao empregador a habilidade e a cautela de saber escolher o melhor seguro de saúde, num mercado que conta com muitas opções.

O empregador deve saber pesquisar o histórico de cada operadora e planejar o tipo de Plano que mais se adequa a sua empresa.

Já o funcionário precisa ter a paciência e a disciplina de se informar e ler cada detalhe do contrato, inclusive as “letrinhas miúdas”, sem se deixar levar pelo entusiasmo do novo emprego.

A próprio empresa, através de seu Departamento de RH, deve ser o mais transparente possível, na hora de esclarecer seu pessoal. Afinal, com a saúde e com os negócios não se brinca.

O primeiro passo caberá você, que é empregador: entre em contato com corretores confiáveis para tirar suas dúvidas.

A equipe da MyLife está disponível para te ajudar, clique aqui e fale conosco.

Se você se interessou por Plano de Saúde Empresarial, você vai gostar de ver: